(31) 3683-1021 | 3683-1285

Siga nos nas rede sociais

Turismo e Natureza

ATRATIVOS ECOLÓGICOS E NATURAIS

O município de Jaboticatubas localiza-se na Serra do Espinhaço, declarada Reserva da Biosfera pela UNESCO em razão da rica biodiversidade e é um dos destinos que compõem a região da Serra do Cipó.

Destaca-se que o seu território integra o Parque Nacional da Serra do Cipó num percentual de 80% da área total, bem como a grande diversidade de recursos naturais e riqueza biológica, os recursos hídricos e ainda, os Rios Cipó, Vermelho e Rio das Velhas.

Sua estrutura urbana é a de uma tradicional cidade mineira, com um povo hospitaleiro, culinária típica, igrejas centenárias, comunidades tradicionais quilombolas, festejos folclóricos, religiosidade, cachoeiras, fazendas e outros monumentos históricos. Estas características elevam Jaboticatubas à condição de detentor de bens imateriais que conformam a própria identidade cultural do Estado de Minas Gerais.

Uma prova desta representatividade e de sua vocação natural para o turismo foi a sua adesão como município fundador do Circuito Parque Nacional da Serra do Cipó, instituição com relevante papel no planejamento e desenvolvimento do turismo na região (Instrução Normativa nº 417/2000).

Todavia o município também oferece uma infra-estrutura básica que atende a população e visitantes tais como: Posto de Saúde, Hospital, Cras, Banco do Brasil, Posto de Combustível, Fórum, saneamento básico, coleta de lixo, tratamento de esgoto e água, acessos para MG010 e MG020, estradas pavimentadas e não pavimentadas, transportes internos e externos, ensino, posto de combustível, agência bancária, agência do Correio, supermercados, lojas em geral,etc.

O Turismo na região já se constitui como uma atividade econômica consolidada para as comunidades residentes ao longo da Serra, tendo um fluxo de turistas significativo, principalmente nos finais de semana e feriados. Tal fato possui relação direta com sua localização próxima a Belo Horizonte e sua região metropolitana, e pelo fácil acesso ao local, uma vez que este se dá através de rodovia MG-10, hoje, pavimentada e sinalizada. Dessa forma, a região recebe forte pressão do grande e constante fluxo de turistas provenientes da capital e seus arredores.

São José da Serra, um dos povoados do município de Jaboticatubas – MG é um dos vários exemplos de pequenos vilarejos que recebem a pressão do grande fluxo de turistas provenientes dos centros urbanos. O povoado localiza-se na região da Serra do Cipó e possui diversos atrativos advindos de suas belezas naturais.

Jaboticatubas integra também a rota da Estrada Real, produto turístico consolidado, de grande visibilidade e relevância no estado, divulgado em todo o país e no exterior.

Nesta gestão pleiteou-se o ICMS Turístico, foi elaborado o plano estratégico do turismo para o município, reativação do Conselho de Turismo – COMTUR e a criação da Lei do Fundo de Turismo. Estamos em processo de conscientização dos pousadeiros e hoteleiros para a cobrança da taxa de turismo em seu estabelecimento haja vista que temos uma variada cadeia de hospedagem no município e nas localidades vizinhas como São José da Serra e Serra do Cipó.

A cidade conta com um inventário turístico em atualização e o Plano Diretor em processo de revisão.

ALGUNS DOS ATRATIVOS NATURAIS DO MUNICÍPIO DE JABOTICATUBAS

Cachoeira Rala Bunda

A Cachoeira do Rala Bunda é um passeio imperdível, de fácil acesso e próxima a vila, onde a diversão é garantida. A trilha de acessoa esse atrativo é muito fácil, margeando o Rio pela esquerda em um caminho muito agradável. Do estacionamento até a cachoeira são apenas 300 metros. Como o próprio nome diz, a cachoeira na verdade é um escorregador, com vários poços para nadar e aproveitar.

 

Cachoeira da Contagem

Cachoeira do Dimas

Apesar de não ser muito alta, aproximadamente 5 metros, a cachoeira é muito linda e agradável. Tem um poço que propicia aos visitantes banhos deliciosos. A entrada é pelo camping do Sr. Dimas onde começa a trilha de muito fácil acesso.

Cachoeira da Farofa

Lagoa Dourada

Por se tratar de um lugar muito frágil e de extrema beleza natural, quase que intocável, nossa equipe não foi autorizada pela comunidade e, também, pelo IBAMA a divulgar essa região, com o intuito de ajudar a preservá-la.

Cânions da Bandeirinha

Poço da Dona Zezé

Para quem quer nadar de braçada com certeza esta é a melhor opção. Além de dois poços grandes o lugar tem corredeiras deliciosas e um lageado. O acesso é muito fácil e a trilha também começa em uma área de camping.

Cachoeira da Taioba
Cachoeira da Congonha
Rio Cipó
Cachoeira da Braúnas
Cachoeira Grande
 

Cachoeira Bené

Um pouco mais afastada do vilarejo, é um lugar que não se pode deixar de conhecer. São quedas d’água de várias alturas, a última e maior delas forma um poço grande. Um lugar muito lindo, que vale a pena ir para passar o dia todo.

O acesso de carro é um pouco complicado, é aconselhável a contratação de um guia local, mas a trilha a pé é fácil e agradável.

Trilhas do Sete Rios
 

Atrativos Naturais de São José da Serra

O local tem uma história cheia de dúvidas, que se confunde na cabeça dos antigos moradores.

O vilarejo surgiu devido à atividade agropecuária. O intenso comércio entre as fazendas fez com que aparecessem na região várias vilas no início do século XIX.

Originalmente o lugar era conhecido como Serra do Padre João, e dizem que era uma fazenda, um rancho de tropa. Depois da saída do primeiro padre do local, o nome mudou para São José da Serra, e este passou a ser o padroeiro do vilarejo.

Ainda hoje pode se ver pelo vilarejo casas antigas e sedes de fazendas, que guardam em sua arquitetura e em seus moradores a memória local. Há um cruzeiro no alto da Igreja (que é relativamente nova – 1922) que data de 1800, a mesma idade do casarão onde era a antiga sede da fazenda.

A 15 km Serra do Cipó, São José da Serra é distrito de Jaboticatubas e faz parte da Área de Proteção Ambiental Morro da Pedreira. O Rio Jaboticatubas corre em torno da vila, e reserva aos seus visitantes muitos lugares para lazer e descanso. Sua comunidade guarda “causos” e tradições irresistíveis de ver, ouvir e experimentar.

Entre as cachoeiras que fazem parte deste distrito, estão: Cachoeira do Rala Bunda, Cachoeira do Dimas, Poço da Dona Zezé, Cachoeira do Bené, Lagoa Dourada

PATRIMÔNIO HISTÓRICO E CULTURAL

Possuímos um Conselho Municipal de Patrimônio Cultural atuante, criado pela Lei 2.311 de 25 de setembro de 2013. Abaixo a listagem de bens históricos, patrimoniais e culturais tombados.

Bens Patrimoniais Histórico e Naturais

  • Capela Nossa Senhora das Dores
  • Cruzeiro do Encontro
  • Praça Nossa Senhora da Conceição
  • Casarão da Família Marques
  • Residência do Sr. Eli Gonçalves
  • Residência da Sra. Maria Ferreira Teixeira
  • Casa Val
  • Sede da Empresa Teleparker
  • Casa da Banda
  • Residência da Sra. Dulce Marques de Abreu
  • Cruzeiro do Rodrigo
  • Igreja Nossa Senhora do Rosário
  • Conjunto Paisagístico da Igreja Nossa Senhora da Conceição e Praça das Castanheiras
  • Conjunto Arquitetônico da Fazenda Cipó
  • Área do Entorno do Parque Nacional da Serra do Cipó 

Bens Culturais

  • Corporação Musical Lira Santa Cecília – Distrito 
  • Banda de Música Nossa Senhora do Rosário
  • Grupos de Folias de Reis
  • Encontro de Folia
  • Queima do Judas
  • Festa de São José – São José da Serra
  • Encomendação das Almas
  • Festa de Setembro ( Festa do Divino Espírito Santo e Festa de Nossa Senhora do Rosário)
  • Semana Santa